Alguns festivais curiosos no Japão

13:00

Olá amigos, como devem ter reparado o Japão é um país um tanto curioso com algumas coisas estranhas, diferentes, e talvez bizarras, por essa razão decidi falar de alguns festivais um pouco diferentes do normal, isto é, do que estamos habituados, por isso aqui ficam 3 festivais diferentes.
Festival da tanga (Ohu – Iwate)

Numa madrugada fria durante o mês de janeiro, centenas de homens seminus se reúnem no templo Kuroseki, na cidade de Oshu (Iwate) para celebrar o Somin Matsuri. Vestindo apenas uma tanga tradicional (fundoshi, em japonês), os participantes fazem vários rituais, rasgam um saco de pano e tentam roubar partes do pano dos outros, esse saco simboliza o amuleto da sorte de Somin Shorai.O último que conseguir ficar com a parte mais próxima da abertura do saco, segundo a tradição, é abençoado com paz e prosperidade durante todo o ano.

O festival é baseado no amuleto e baseado numa lenda antiga de um homem chamado Somin Shorai, que teria prosperado após ajudar um Deus disfarçado de turista.

Festival da fertilidade (Kawasaki – Kanagawa)


Um dos festivais mais curiosos e estranho conhecidos do Japão é o Kanamara Matsuri, que ocorre sempre no primeiro domingo de abril na cidade de Kawasaki (Kanagawa). O festival é baseado em uma antiga lenda de uma mulher amaldiçoada por um demónio que entrava na vagina e castrava o marido na noite de núpcias, e assim destruindo o casamento. Para ajudar a salvar o casamento, a mulher teria recebido um pénis de ferro de um monge, para assim poder quebrar os dentes do demónio e se libertar da maldição.

Durante o festival, o órgão genital masculino é celebrado como algo divino, desde o desfile com grandes estatuetas até a venda de doces e artigos em forma de pénis. A excentricidade do evento já chamou atenção que hoje o festival atrai turistas.


Festival Nakizumo


Nakizumo é um festival realizado para trazer boa saúde aos bebes, mas, a fim de fazer isso, os bebes necessariamente devem chorar. No templo de Sensoji, em Tóquio, cerca de 60 pares de bebes são levados para um ringue de sumô, ou dohyo, por lutadores de sumô que gentilmente agitam os bebes e quanto o primeiro chorar, o mesmo é declarado vencedor! Um arbitro fica a disposição gritando “NAKE, NAKE!” (“Chora,Chora!”) e se os bebes mesmo assim não chorarem, alguns voluntários com mascarás entram no ringue para assustar as crianças e acelerar o processo. As competições do Nakizumo, ocorrem em várias partes do Japão e dependendo da região é o bebê que chora primeiro que é o perdedor! Este ritual remonta a cerca de 400 anos, embora o evento Sensoji só foi iniciada em 1991.

O que acharam destes festivais? Qual o mais estranho?
Espero que tenham gostado
E é tudo por agora PEACE

You Might Also Like

1 comentários

Instagram

Like us on Facebook