Hiroshima e Nagasaki

13:00

Olá amigos hoje vamos falar de um tema um tanto serio e que ainda hoje marca um país, principalmente os sobreviventes, os anos passaram mas a imagem de terror continua bem viva, 70 anos passaram e ainda existem sobreviventes que contam as suas histórias e como foi difícil superar toda aquela dor.


Vamos conhecer uma pouco desta história de como tudo aconteceu e de como a ganancia humana consegue destruir milhões de vidas.  

A II Guerra Mundial foi um cenário de grande terror ordenadas por líderes militares e governos de ambos os lados que se encontravam em guerra. Para além das dezenas de milhares de mortos, resultantes dos combates e bombardeamentos, e dos mais de seis milhões de vítimas do holocausto causado pelos nazis, houve ainda a única utilização da história de bombas atómicas em guerras.


O bombardeamento das cidades japonesas de Hiroshima e Nagasaki é considerado o maior atentado terrorista da história da humanidade, já que o objetivo do governo e do exército Americano era aterrorizar a população japonesa e, assim, evitar uma invasão ao país para acabar com a guerra.

Apesar da vitória sobre os alemães em maio de 1945, a guerra no Pacífico ainda se por longo por dois meses. Os Americanos tinham virado o conflito contra o Japão a seu favor, desde as batalhas do Mar de Coral e de Midway, em 1942. Em fevereiro de 1945, os Estados Unidos começaram a avançar sobre o território japonês, conquistando a ilha de Iwo Jima. A resistência japonesa era principalmente com a utilização dos kamikazes, pilotos que utilizavam de forma suicida com aviões cheios de bombas contra os navios da marinha Americana.

“little boy”
Paralelamente ao decorrer da II Guerra Mundial, os EUA desenvolveram no seu território o Projeto Manhattan, uma iniciativa para desenvolver uma arma baseada na fissão dos átomos, engenheiros e cientistas que tinham fugido do governo nazi e fascistas na Europa participaram neste projeto,em pareceria com cientistas e engenheiros Americanos. Os militares dos EUA queriam estar um passo a frente na criação deste tipo de bomba, que utilizaria a energia gerada a partir da fissão nuclear do urânio e do plutónio.

O primeiro teste do Projeto Manhattan realizado com sucesso ocorreu a 16 de julho, no deserto de Alamogordo, no estado do Novo México, quando uma bomba de plutónio foi explodida.


Nesse mesmo mês, o Imperador japonês Hirohito recusou-se render, algo que tinha sido proposto pelos EUA. A decisão tomada pelo presidente dos Estados Unidos, Henry Truman, foi utilizar a bomba atómica de forma a evitar a invasão ao Japão, o que causaria, a morte de um milhão de pessoas. Em 06 de agosto de 1945, um bombardeiro B-29, apelidado de Enola Gay, largou uma bomba de urânio apelidado de “little boy” sobre a cidade de Hiroshima, que explodiu a 570 metros do solo. Formou-se uma imensa bola de fogo no céu com uma temperatura superior aos 300 mil graus Celsius, gerando uma imensa nuvem de fumo e chamas na forma de cogumelo, que alcançou mais de 18 km de altura. Estimativas indicam que mais de 140 mil pessoas tenham morrido.

Passados Três dias um novo alvo foi atingido, a cidade de Nagasaki, outro bombardeiro B-29, o Bockscar, largou o “Fat Man”, o mesmo tipo de bomba só que mais forte do que a anterior, mais de 40 mil pessoas morreram. Além das mortes decorrentes da acção directa das duas bombas, dezenas de milhares morreram posteriormente resultantes da radiação.

Criança a correr sem roupa, pois as mesmas foram queimadas em seu corpo pela expulsão
No dia 02 de setembro de 1945, o Imperador japonês assinou a rendição do país. No saldo de mortos realizado pelo presidente dos EUA, a utilização das bombas atómicas pode ter sido lucrativa. Mas o que ficava para a população japonesa, era o terror frente a esse novo instrumento militar.

Crianças em Hiroshima, 1945

Vamos parar para pensar um pouco será que o mundo em que vivemos não aprendeu nada, com a utilização de bombas nucleares? 
Será que a ganancia pelo poder, para mostrar qual o pais mais forte o que pode causar mais terror, é cada dia mais forte, derivado a esta invenção?
O homem criou um novo mundo para ser o mesmo a destruir, descobriu, conquistou, desenvolveu, para que?
Para no final destruir tudo e todos, já esteve mais longe o retorno da utilização de novas armas mais poderosas e com maior poder destruidor do que as bombas atómicas usadas no Japão.
Sejam a diferença neste mundo, sejam humildes e com um coração nobre e ai possamos mudar o mundo e assim evitar uma catástrofe maior
E é tudo por agora PEACE

 Para quem quiser saber mais queixo aqui um documentário que fala sobre o tema


You Might Also Like

1 comentários

  1. Claramente que não aprendemos nada com o aconteceu. Não falando só de Hiroshima e Nagasaki, mas de todas as tragédias e atentados. Já devíamos ter feito algo para parar as grandes potências, mas pronto :\

    THE PINK ELEPHANT SHOE // MEGA GIVEAWAY DE NATAL //

    ResponderEliminar

Instagram

Like us on Facebook