Veneza uma Cidade Sobre Água - Parte 2

19:50

Olá amigos, hoje vamos para a segunda parte sobre veneza, vamos quais os pontos principais a visitar, e o que não pode perder durante a estadia em veneza.

Veneza cidade de sonho palco de grandes filmes, e de um dos festivais de cinema mais famosos, quem nunca sonhou andar de gondola com a sua cara metade

Um dos primeiros pontos obrigatórios a visitar é a Praça de São Marco, é a única praça de Veneza, e o seu principal destino turístico, com permanente abundância de fotógrafos, turistas e pombos, pombos esses que se não tiver cuidado levam o que esta a comer num piscar de olhos. Atribui-se a Napoleão Bonaparte, embora provavelmente o deva fazer-se a Alfred de Musset, a autoria do epíteto de le plus élégant salon d'Europe (o salão mais belo da Europa).

Vista sobre a Praça de São Marco
Na Praça de São Marco podemos encontrar como pontos principais a Basílica de São Marcos, o Palácio Ducal de Veneza e o Campanário da Basílica que se ergue a um lado da praça.

Em redor da praça podemos também encontrar o Grande Canal, a Torre do Relógio de São Marcos, a Antiga Procuradoria, a Ala Napoleónica, a Nova Procuradoria, o Campanário de São Marcos, a Logetta e a Biblioteca Marciana. Grande parte do piso térreo das Procuradoria é ocupado por cafés, incluindo o Caffè Florian e o Gran Caffè Quadri. O Museu Correr e o Museu de Arqueologia estão situados em alguns edifícios da praça. A Casa da Moeda fica atrás da Biblioteca Marciana na margem do Grande Canal.
Basílica de São Marcos
A Praça de São Marcos é o lugar mais baixo de Veneza, e quando a água sobe no Mar Adriático por tempestades ou excesso de chuva é o primeiro sítio a inundar-se. A água drena directamente para o Grande Canal, o que é ideal quando chove, mas quando a maré sobe tem o efeito inverso, e a água do canal escoa para a praça.

Num só espaço tanto para ver, mas ainda temos que falar em mais uns sítios, que tal falarmos de Murano, tenho a certeza que já ouviram falar, embora descrita como uma ilha da lagoa de Veneza, é de facto um arquipélago de sete ilhas menores, das quais duas são artificiais, unidas por pontes entre si. Murano ficou conhecido pelo trabalho que fazem com o vidro, peças únicas, minimalistas, e coloridas, a visita a umas das fabricas de produção do vidro Murano é obrigatória, pois o vidro é trabalhado manualmente, mantendo a tradição.

Trabalho em Vidro Murano
Por fim as pontes mais famosas, que foram palcos de beijos em filmes como por exemplo entre Angelina Jolie e Johnny Depp, no filme O Turista, Ponte Rialto, é a ponte em arco mais antiga e mais famosa sobre o Grande Canal, na cidade italiana de Veneza, foi a única ligação permanente entre os dois lados do Grande Canal, é de uma beleza inexplicada, é um dos pontos que mais marcam num passeio de gondola.
Ponte Rialto
Sim, meus amigos um passeio de gondola é obrigatório, basta um simples, sem precisar de ter alguém a cantar, pois isso já ia ser os olhos da cara, mas passear pelos canais e poder apreciar a arquitectura de outros tempos enriquecemos culturalmente.
Passeio de Gondola
Podia ficar aqui a falar até dizer mais não, mas espero ter conseguido ter dito o mais importante neste dois post, só deixo um aviso se procurarem um hotel muito perto dos pontos turísticos não se assustem com os preços, pois quanto mais perto mais caro, por isso recomendo usarem o Grande Canal como ponto de referencia, e os hotéis que ficam perto do Canal ficam até 3 Km da praça de São Marco e os preços até conseguem ser em conta.

Espero que tenham gostado de conhecer mais sobre veneza é um lugar que amo.
E é tudo por agora PEACE

You Might Also Like

2 comentários

Instagram

Like us on Facebook